5 inovações do mercado de fintechs que você deve conhecer 5 inovações do mercado de fintechs que você deve conhecer

5 inovações do mercado de fintechs que você deve conhecer

As fintechs possuem a missão de modernizar o setor por meio de novos produtos e serviços personalizados

O setor de fintechs é um dos que mais se desenvolve no mundo inteiro. O potencial deste mercado é pautado por diversos fatores, como sistema bancário caro e inflexível e a baixa educação financeira de muitos países. Mas, é, sobretudo, fruto da inovação oferecida pelas empresas de base tecnológica.

Com suas soluções ousadas, as fintechs possuem a missão de modernizar o setor por meio de novos produtos e serviços personalizados acessíveis a uma grande parcela da população e, principalmente, proporcionar a desburocratização. E isso se reflete em números.

Somente no Brasil, 35% dos aportes de Venture Capital contabilizados em 2019 foram destinados a fintechs. De acordo com o levantamento da empresa de inovação Distrito, o percentual totaliza cerca de US$ 910 milhões. Dos 11 unicórnios brasileiros, quatro são do setor financeiros: Ebanx, Nubank, PagSeguro e Stone Pagamentos.

Diante de um setor tão promissor, há diversos segmentos e soluções desenvolvidas. Por isso, listamos as cinco inovações deste mercado que você precisa conhecer. Vamos lá?

Empresa Simples de Crédito – A Empresa Simples de Crédito (ESC) é uma modalidade de Sociedade de Crédito que tem como objetivo  principal objetivo levar crédito à micro e pequenas empresas em lugares onde não existem agências bancárias. Para abrir uma ESC é necessário cumprir alguns requisitos bem específicos, descritos na Lei Complementar 167/2019.

Pagamento Instantâneo – O pagamento instantâneo é uma ferramenta de transferência monetária eletrônica, se diferencia pela transmissão da ordem de pagamento pelo usuário pagador e a imediata disponibilidade do valor para o usuário recebedor, em tempo real.

SCD – A instituição financeira SCD visa a liberação de crédito através de capital próprio para operações de empréstimo, de financiamento, e de aquisição de direitos creditórios, exclusivamente através de plataforma eletrônica. 

SEPÉ uma instituição financeira que tem como objetivo principal a realização de operações, exclusivamente através de plataforma eletrônica, de empréstimo e de financiamento entre pessoas, sem a utilização de recursos próprios. A SEP apenas opera na intermediação financeira em que recursos financeiros coletados dos credores são direcionados aos devedores. 

Open Banking – Segundo o Banco Central, o Open Banking “é considerado o compartilhamento de dados, produtos e serviços pelas instituições financeiras e demais instituições autorizadas, a critério de seus clientes, em se tratando de dados a eles relacionados, por meio de abertura e integração de plataformas e infraestruturas de sistemas de informação, de forma segura, ágil e conveniente”.