Brasil é 44º colocado em ranking de conectividade

A edição 2018 do Global Connectivity Index classificou 79 nações

Brasil é 44º colocado em ranking de conectividade Brasil é 44º colocado em ranking de conectividade

O Brasil perdeu 14 posições no ranking de conectividade divulgado anualmente pela Huawei, Global Connectivity Index. A empresa classifica os países de acordo com seu preparo e adequação para inovações tecnológicas e economia digital.

A colocação obtida pelo Brasil o coloca à frente de vizinhos latino-americanos como a Colômbia e a Argentina, que ocupam, respectivamente, a 54ª e 55ª posições. Entretanto,  o país está atrás do Chile, que ficou com o 33º lugar. No topo do ranking estão os Estados Unidos, com 78 pontos. Na ponta de baixo da tabela está a Etiópia, com nota 23.

Foram analisados 40 indicadores. O país apresentou melhorias em alguns quesitos, mas dificuldades severas em outros levaram o país a acumular uma nota total de 43 pontos, em um total de 100.

No ano passado, o Brasil fez a mesma pontuação e ficou na 30ª colocação, entretanto o ranking classificou 50 países. O aumento de nações avaliadas neste ano, 79 países, é um dos fatores que explicam a queda do Brasil.

A Huawei elogiou os esforços das operadoras de telefonia em aumentar a cobertura 4G e também a velocidade da banda larga móvel. A análise da empresa também apontou que o país caminha adiante os investimentos em Big Data e cloud computing. Entretanto, o principal problema enfrentado pelos brasileiros ainda é a velocidade média das conexões domésticas. Segundo o estudo, a velocidade média é de 0,55 Mbps em mais de 30% das casas. Para a companhia, esse é um reflexo direto da falta de estrutura das operadoras, além do alto preço dos planos mais rápidos.

O estudo destacou também que o Brasil é o quarto maior mercado em volume de acessos à internet. Além disso, a avaliação indicou que, com um aumento de 10% nos aportes financeiros para o mercado de telecomunicações, será possível obter posições maiores no ranking e um grande retorno para a população.

A Huawei também recomendou mudanças no sistema de ensino, com o objetivo de preparar as futuras gerações para a economia digital e um panorama cada vez mais dependende de sistemas online, automação e robótica.

Dúvidas Jurídicas sobre a sua Startup? Conheça nosso PLANO STARTUP com assessoria jurídica especializada em Startups e Empresas de Tecnologia, contando com advogados especialistas em Startups. Não deixe de acompanhar nossos vídeos no CANAL SL, nossa página no FACEBOOK e assinar nossa NEWSLETTER.

Fonte: Huawei Global Connectivity Index. Foto: Divulgação.