Creditas capta US$ 231 milhões em rodada liderada pelo SoftBank

Com a transação, a empresa brasileira é avaliada em US$ 750 milhões

Creditas capta US$ 231 milhões em rodada  liderada pelo SoftBank Creditas capta US$ 231 milhões em rodada  liderada pelo SoftBank

Em uma nova rodada de financiamento, a plataforma de empréstimos brasileira Creditas levantou US$ 231 milhões. O investimento foi liderado pelo grupo japonês SoftBank.

A empresa foi fundada em 2012 por Sergio Furio, um ex-consultor espanhol que agora é também seu presidente-executivo. A empresa se especializou em empréstimos que, por serem garantidos por ativos como casas e automóveis, possuem taxas de juros mais baixas do que os empréstimos bancários tradicionais.

O capital será utilizado na expansão da Creditas na América Latina, começando pela oferta de crédito garantido por bens no México ainda este ano. No país, o crédito doméstico concedido pelo setor financeiro equivale a 54,5% do produto interno bruto, muito abaixo dos 114% no Brasil, de acordo com informações do Banco Mundial.

Os recursos do investimento também serão usados ​​para expandir o portfólio de produtos da Creditas, melhorar sua tecnologia e aumentar o número de funcionários. A empresa começará a oferecer crédito consignado, um mercado quase intocado pelos grandes bancos, e a financiar as compras de automóveis e residências, além de serviços relacionados.

O SoftBank Vision Fund e o SoftBank Group Corp estão fazendo o aporte na Creditas, mas a participação do último na empresa deverá ser transferida para o recém-criado SoftBank Latin America Fund da SoftBank. A Vostok Emerging Finance, o Santander InnoVentures e a Amadeus Capital, que já eram investidores da Creditas, participaram da rodada de financiamento junto com o SoftBank.

Até o momento, a Creditas levantou US$ 314 milhões em quatro rodadas de financiamento, que incluem também os investidores Kaszek Ventures, Fundo Accion Frontier da Quona, Redpoint eVentures, QED Investors, Naspers Fintech, International Finance Corporation e Endeavor’s Catalyst Fund.

Fonte: Reuters. Foto: Divulgação.