Startup de segurança cibernética contrata Goldman Sachs para liderar IPO

Na última rodada de investimento, recebida no início deste ano, a CrowdStrike foi avaliada em US$ 3 bilhões

Startup de segurança cibernética contrata Goldman Sachs para liderar IPO Startup de segurança cibernética contrata Goldman Sachs para liderar IPO

O Goldman Sachs foi contratado pela CrowdStrike para coordenar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês). A IPO pode ocorrer no primeiro semestre de 2019. Ambas as empresas se recusaram a comentar.

A fabricante de software de segurança cibernética é a mais recente de uma onda de startups do Vale do Silício que estão de olho em uma listagem do mercado de ações no ano que vem. O mercado de ações em expansão impulsionou as avaliações corporativas, tornando a opção de IPO mais atraente.

Sediada na Califórnia, a CrowdStrike captou US$ 200 milhões em junho, em rodada liderada pelos investidores General Atlantic, Accel e IVP. Outros grandes apoiadores incluem o CapitalG, braço de investimento da Alphabet, dona do Google, e a Warburg Pincus.

Fundada em 2012, a startup usa inteligência artificial para impedir ataques a computadores dentro ou fora da rede.

Dúvidas Jurídicas sobre a sua Startup? Conheça nosso PLANO STARTUP com assessoria jurídica especializada em Startups e Empresas de Tecnologia, contando com advogados especialistas em Startups. Não deixe de acompanhar nossos vídeos no CANAL SL, nossa página no FACEBOOK e assinar nossa NEWSLETTER.

Fonte: Reuters. Foto: Divulgação.