Quais os piores horrores de um empreendedor? Quais os piores horrores de um empreendedor?

Quais os piores horrores de um empreendedor?

Neste “Dia das Bruxas”, apresentamos os maiores temores do mundo empresarial

Por Victória Goldenfum e Layon Lopes*

Em clima de Halloween, decidimos por aproveitar a data especial para lançar um artigo diferente, inspirado na temática.

Muito já escutamos história assustadoras ou muitas vezes aterrorizante sobre o mundo empresarial e as reviravoltas que os mercados podem apresentar. Assim, é possível imaginar e discorrer sobre os priores horrores que um empreendedor pode ter no decorrer de sua atuação liderando as atividades de uma empresa. E assim, para passar este Halloween sem precisar escolher entre “doces ou travessuras”, delimitamos alguns dos piores terrores que um empreendedor pode pensar, para que você ligado e não caia em tentação.

Entretanto, sabemos que as temáticas trazidas no presente artigo muitas vezes podem ocorrer sem o controle, desejo ou previsão do empreendedor, mas continuam sendo grandes horrores do mundo empresarial e por este motivo valem a pena serem abordados no artigo da presente semana.

Então vamos lá:

Não conseguir levantar recursos suficientes para escalar a sua empresa

Após grandes esforços dispendidos, como tempo, energia, recursos financeiros e saúde, o negócio ainda não conseguiu gerar recursos suficientes para manter a operação viável? Ou então após grande procura, pesquisas e negociações, nenhum possível investidor decidiu por patrocinar o crescimento de sua empresa? Empreendedor, este cenário pode estar se tornando (ou já ter se tornado) um dos piores horrores temidos no mundo empresarial.

Sabemos que na grande maioria dos casos, empresários tomam a decisão de largar seus empregos anteriores, fonte de renda para a manutenção de suas famílias, para dar atenção exclusiva às atividades e para o crescimento de sua empresa. Este grande salto de coragem pode se tornar, em pouco tempo, o grande ou principal terror na vida do empreendedor, principalmente quando os recursos adquiridos da atividade não forem suficientes a curto, médio ou longo prazo.

O mesmo acontece quando os investidores decidem por não votar com confiança, e negar o aporte então negociado. Muitas vezes a estrutura da empresa pode não estar atrativa o suficiente para ser desejada pelos investidores, o que gera grandes desconfortos para o empreendedor que está buscando verdadeiramente escalar o seu negócio. Mas, não desanime! Assim como é importante ser avaliado positivamente pelos seus esforços, aprender a escutar retornos negativos e entender a qualificação da justificativa realizada pelo possível investidor, pode ser a chave que estava faltando para a engrenagem de sua empresa funcionar. Assim, aprenda a escutar as críticas qualificadas e transformar o “não” em frutos para o crescimento de sua empresa.

Produto desenvolvido não está impressionando o consumidor

Trabalhar com desenvolvimento de produto requisita grande conhecimento do mercado e principalmente conhecimento das necessidades dos consumidores que você pretende trabalhar com. Entender como seu produto/serviço auxiliará na vida das pessoas e qual será efetivamente o fator que fará com que os consumidores passem a priorizar sua marca frente às demais competidoras do mercado, pode demandar grandes esforços com pesquisas (de mercado e de satisfação) além de altos gastos com product development.

Desde o cuidado e estratégia na escolha dos materiais e proposta de entrega do produto, até todo o controle de qualidade na cadeia de produção ou realização/prestação dos serviços, o empreendedor precisa pensar meticulosamente nestes detalhes e descobrir como vender a proposta de seu negócio.

Convencer o mercado de que seu produto vale a pena, requisita grandes investimentos principalmente na área de marketing. Nos dias atuais, onde o marketing digital e produção de conteúdos se tornaram fatores imprescindíveis para o posicionamento de mercado de sua marca, não apresentar os valores da empresa ou não investir no ramo digital, podem prejudicar ou inviabilizar a venda de seus produtos/serviços.

E quando todos estes esforços são realizados, mas o produto ainda sim não é aceito pelos consumidores? Ou então no decorrer do planejamento estratégico, ocorre alguma decisão que subestima o mercado e o resultado final é a não atração suficiente de clientes? Consegue imaginar o desafio a ser enfrentado para encontrar qual o erro que a empresa está realizando e alterar tais características, para assim convencer mais uma vez o cliente de que seu produto realmente é interessante? Empreendedor, caso você esteja passando por este cenário, saiba que você pode estar envolvido em outro grande terror do mundo empresarial.

Spooky Jack O Lantern GIF - Find & Share on GIPHY

Guerra Societária

Durante o dia-a-dia da empresa é normal que existam divergências de opiniões entre os sócios, até mesmo debates mais acalorados. Contudo, isso muda de panorama quando a divergência passa a ser uma briga entre sócios que pode gerar uma disputa societária.

Como em qualquer relacionamento, o momento de romper a relação é traumático e doloroso e não seria diferente quando envolve sócios. No momento que um ou mais sócios decidem que não querem continuar juntos é um momento muito delicado para uma empresa caso ela não esteja devidamente preparada.

Discussões recorrentes neste momento é de quem sai ou contínua na empresa, como será pago a participação de quem sairá, qual o valuation a ser utilizado, etc…

Algo simples para que esse terror não aconteça é os empresários darem maior atenção aos seus arranjos societários, elaborando com bastante atenção, e acompanhado de advogados especialistas na área, o seu contrato social / estatuto social e seu acordo de sócios.

Leia o artigo e veja vídeo sobre Acordo de Sócios produzidos pelo time do Silva |Lopes Advogados

Halloween GIF - Find & Share on GIPHY

 “Perder” a Marca

Depois de uma longa jornada para desenvolver seu produto ou serviço, definir qual será a marca que representará este produto ou serviço e o alto investimento nesta marca, muito empresários se deparam com o terror de não poder mais utilizar sua marca.

Este terror geralmente ocorre, infelizmente, por negligência do próprio empreendedor e iremos explicar o motivo.

No Brasil a propriedade de uma marca somente é adquirida através do devido registro no INPI e emissão do certificado de registro

Leia o artigo e veja vídeo sobre Registro de Marca elaborados pela equipe do Silva | Lopes Advogados

Não há outra alternativa de se ter a propriedade de uma marca sem o devido registro, contudo muito empreendedores procrastinam este ato e vão ao mercado utilizando uma marca sem o devido registro.

O que pode acontecer é que depois de um longo tempo o empreendedor descobrir que a marca que está utilizando já é registrada em nome de outra pessoa, sendo impedido por esta pessoa de continuar a utilização desta marca.

Neste caso não há muito o que se fazer, basicamente é assumir o erro, trocar de marca, registrá-la e iniciar novamente todo o processo de branding em cima desta marca.

Clown Grave GIF - Find & Share on GIPHY

Recuperação Judicial e/ou Decretação de Falência

Sabemos que na última década, o Brasil passou por grandes abalos econômicos que tornaram o mercado interno reticente, gerando diversas dificuldades para toda a cadeia econômica, desde o empreendedor que lutava para manter seu negócio viável, para o empregado que sofreu com uma onda de demissões decorrente desta recessão, até o consumidor final que sentiu seu poder de compra diminuir.

Conseguir empreender em cenários de crise é um grande desafio até para o mais experiente administrador, pois são diversos os fatores que precisam andar conjuntamente com o desenvolvimento da empresa para que a sua manutenção e crescimento sejam possíveis. Entretanto, sabemos da dificuldade que é manter um negócio no Brasil, pelo alto número de custos, impostos e demais passivos a serem encarados pelo empreendedor.

E assim, quando as dívidas se tornam maiores que o caixa disponível da empresa, os pedidos de recuperação judicial ou então a decretação efetiva de falência pode se tornar um grande pesadelo para o empreendedor. Além de ter que lidar com o encerramento das atividades da empresa e com a possível extinção da personalidade jurídica da sociedade, o empresário também poderá ter que administrar a consequente venda dos bens desta, para conseguir quitar todos os débitos existentes, sem contar a administração de possíveis litígios trabalhistas envolvendo a demissão dos funcionários.

Pumpkin Dance Dancing GIF - Find & Share on GIPHY

Falta de curiosidade/motivação

Certos terrores do mundo empresarial podem não advir apenas de elementos externos, mas muitas vezes os grandes desafios e horrores temidos pelo empresário são experimentados de forma interna, como a falta de motivação para continuar com as atividades desenvolvidas, ou com a falta de curiosidade para inovar e seguir escalando o seu negócio.

Sabemos que o sucesso de uma empresa é reflexo das atitudes e presença do líder que a gerência. E para que o seu crescimento seja possível, diversos desafios e sacrifícios serão vivenciados no decorrer desta caminhada. Sabemos também que com as novas tecnologias e com o mundo cada vez mais globalizado e principalmente interdependente, os mercados estão sendo bombardeados com inovações de todos os cantos do mundo, fazendo a roda econômica efetivamente girar. Se você não está encontrando a motivação interna necessária para se tornar competitivo neste mercado, caro empresário, você também está passando por outro grande terror do mundo empresarial.

Dúvidas? O time do Silva | Lopes Advogados pode te ajudar!

*Lopes é CEO do Silva | Lopes Advogados e Goldenfum é integrante do time do escritório.

Foto: Divulgação.