Home » Blog » Banco PAN capacita colaboradores após reestruturação tecnológica

Banco PAN capacita colaboradores após reestruturação tecnológica

Com apoio da plataforma ‘Alura Para Empresas’, a instituição financeira mantém alto nível de engajamento na capacitação profissional

Banco PAN capacita colaboradores após reestruturação tecnológica Banco PAN capacita colaboradores após reestruturação tecnológica

A hashtag #oPANehTech tem estampado o LinkedIn de diversos profissionais nos últimos meses, reflexo do processo de transformação digital e cultural vivenciado pela empresa nos últimos anos. A partir de uma análise que contemplou necessidades dos colaboradores e referências encontradas no mercado, a instituição financeira chega em 2022 com ótimo índice de engajamento de seus profissionais, mais que o dobro de profissionais no time de tech (comparando 2020 e 2021), retenção e atração de talentos, entre outras evoluções. 

Com o apoio da plataforma Alura Para Empresas, unidade de negócios da Alura – maior comunidade de aprendizado em tecnologia do Brasil – o PAN registrou mais de 90% no percentual de satisfação na plataforma educacional e mais de 80% nos rituais de aprendizagem de tecnologia criados dentro da cultura #oPANehTech.

A reestruturação, que teve início em 2021 e segue até hoje, contou com ferramentas da edtech que perpassam por conteúdos profissionalizantes de tecnologia, análises do legado tecnológico da companhia e uma curadoria para o desenvolvimento de trilhas e ações, além de também funcionar como uma plataforma de gestão. Com isso, em apenas um ano, mais de quatro mil cursos já foram finalizados e mais de sete mil estão em andamento.

De acordo com o cofundador e CCO do Grupo Alura, Adriano Almeida, a atuação da Alura Para Empresas tinha como objetivo principal fazer a diferença para as estratégias de educação corporativa da instituição financeira. “Reestruturar um setor envolve muito mais do que trazer cursos de qualidade, por isso também focamos em atualizar os times e promover ações de engajamento. Para além disso, a nossa plataforma, que pode ser integrada com outras via API, possibilitou aliar diferentes planos de aprendizado dentro do processo de reestruturação do PAN”, explica o executivo.

Outras iniciativas que surgiram para promover habilidades técnicas que precisavam ser desenvolvidas entre os colaboradores foram guildas e encontros para estimular discussões em tecnologia, como a criação de trilhas personalizadas sobre assuntos como dados, front end, back end, agilidade, QA, dentre outros.

“Nas quartas-feiras, toda a equipe tech passou a se reunir com a finalidade de compartilhar conhecimentos, com os benefícios adquiridos nesses encontros sendo reconhecidos por meio das medalhas digitais certificadas. Outro plano de ação foi o aprimoramento de soft skills, com a trilha de liderança e recomendações quinzenais de conteúdos como comunicação e storytelling”, complementa.

Aumento de colaboradores – Desde o início do processo de reestruturação, em 2021, o número de profissionais do time tech no Banco PAN mais que dobrou. Esse crescimento abrangeu todos os níveis e camadas de tecnologia. Já em relação ao Alura Para Empresas, atualmente cerca de 845 profissionais da instituição financeira possuem acesso à plataforma. 

Para o diretor de Tecnologia e Operações do Banco PAN, Leandro Marçal, os resultados demonstram a importância do investimento em educação como base para o desenvolvimento do negócio. “Aqui no PAN, nós acreditamos que conhecimento bom é conhecimento compartilhado. Por meio da parceria com a Alura, todos os novos colaboradores passam a ter inúmeras trilhas de aprendizado, divididas por níveis de proficiência. Dessa forma, incorporamos nossa cultura colaborativa no dia a dia e incentivamos, desde o primeiro dia, o desenvolvimento de cada um dos nossos profissionais e, com isso, reforçamos nosso compromisso com uma mudança gradual e significativa na vida dos nossos clientes, explica Marçal.

O executivo também reforça que o movimento cultural #oPANehTech impulsionou a marca empregadora do banco, possibilitando a atração de talentos do mercado. “Conseguimos potencializar a retenção de funcionários por conta de estratégias de capacitação, cultura e desenvolvimento; fortalecer a nossa cultura é um pilar importante para a estratégia de negócio, capaz de ampliar o engajamento entre os colaboradores e consolidar nossa presença como plataforma digital completa de banking e consumo”, finaliza.  

Alura – Com didática e metodologia proprietárias, a Alura tem como propósito se tornar uma plataforma de ensino que fomenta a transformação pessoal e profissional de estudantes, sendo uma parceira na jornada de cada um. Por meio de sua comunidade colaborativa, promove aprendizados em programação, front-end, data science, mobile, DevOps, UX & Design, negócios, marketing e muito mais.

Atualmente, a edtech atua por meio das unidades de negócios Alura, Alura Para Empresas e Alura Latam. Já dentre as empresas que compõem o grupo, estão a Casa do Código, MusicDot, e a escola de produtos digitais PM3. Com mais de 500 mil estudantes e 5 mil empresas impactadas, a edtech ainda oferece uma gama de conteúdos exclusivos, como os podcasts Hipsters Ponto Tech, Like a Boss e Bolha Dev.

PODCAST

Tudo que você precisa saber sobre o perfil em T para advogados