LinkedIn vai permitir que maioria dos funcionários trabalhe remotamente

A rede social está reabrindo seus escritórios globais com base nas taxas de infecção do Covid-19 em cada local

LinkedIn vai permitir que maioria dos funcionários trabalhe remotamente LinkedIn vai permitir que maioria dos funcionários trabalhe remotamente

O LinkedIn anunciou uma nova política: vai permitir que a maioria dos funcionários opte pelo teletrabalho em tempo integral, à medida que os escritórios reabrem gradualmente. A iniciativa se aplicará à força de trabalho global da empresa de mais de 16.000 funcionários.

A novidade oferece aos funcionários a flexibilidade de trabalhar remotamente em tempo integral ou em um escritório em meio período. Segundo o diretor de comunicação corporativas da empresa, os funcionários que mudam de local podem ver seus salários ajustados com base no mercado local onde estão baseados

O LinkedIn não está exigindo que os funcionários sejam vacinados contra Covid-19 para voltar ao escritório. A medida é diferente de outras de empresas de tecnologia como Facebook e Google que responderam a um aumento nos casos de

Covid-19 nos Estados Unidos exigindo imunização.

Fonte: Reuters. Foto: Divulgação.

 

PODCAST

Saiba como fazer um Atendimento 4.0 com qualidade