Home » Blog » Crédito concedido por fintechs aumenta 62,8% ao ano, segundo Serasa Experian

Crédito concedido por fintechs aumenta 62,8% ao ano, segundo Serasa Experian

Setor cresce quase oito vezes acima da média do mercado

Crédito concedido por fintechs aumenta 62,8% ao ano, segundo Serasa Experian Crédito concedido por fintechs aumenta 62,8% ao ano, segundo Serasa Experian

Segundo estudo inédito da Serasa Experian, as fintechs e bancos digitais acumulam alta no volume de crédito concedido de 1.045,1% entre 2016 e 2021 – um crescimento de 62,8% ao ano – e 7,8 vezes mais rápido do que o mercado de crédito. O crescimento das demais instituições financeiras foi de 47,6% no período (ou 8,1% ao ano). Considerando o Sistema Financeiro Nacional (SFN), o volume oferecido passou de R$ 3,174 trilhões para R$ 4,685 trilhões, enquanto as startups do setor foram de R$ 4,8 bilhões para R$ 55,0 bilhões. 

“As fintechs e bancos digitais ganham cada vez mais relevância na democratização do crédito e participam ativamente de inovações recentes muito importantes para os consumidores, como o Cadastro Positivo e Open Finance. Isso torna o mercado mais competitivo e amplia as possibilidades de uma oferta positiva ao tomador de recursos”, comenta o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi. 

O estudo indica, ainda, que este ano deve seguir a tendência de alta dos anos anteriores. Prova disso, é que a Serasa Experian registrou um aumento de 412% nas pesquisas de CPFs e CNPJs realizadas para fins de concessões de crédito. Apenas entre janeiro e maio de 2022, do total de consultas realizadas por todas as empresas financeiras, 10,6% foram dessas startups

Os dados mostram também que a participação de startups do segmento financeiro que concedem crédito teve um salto nestes seis anos, passando de 0,15% para 1,18%. Por isso, a demanda de soluções voltadas a este ecossistema é uma das estratégias de negócio da Serasa Experian, a fim de se tornar uma parceira fundamental do segmento no país. 

Segundo o diretor de Credit Services da companhia, Alex Franco, “as fintechs precisam ter segurança ao conceder crédito e mitigar os riscos de inadimplência, uma vez que quanto mais ofertam, mais informações de confiança devem fazer parte do negócio. Por isso, desenvolvemos soluções com o objetivo de tornar a Serasa Experian a principal parceira do segmento. Com inteligência e tecnologia, diminuímos riscos e impulsionamos a atuação do setor de forma sustentada”, declara Franco. Das top 100 fintechs brasileiras, segundo o Mining Report Distrito de maio de 2022, 50% já fazem parte da carteira de clientes da empresa que soma mais de 300 startups

A Serasa Experian oferece apoio às fintechs durante a jornada do negócio do início ao fim. Com integrações via API e plataformas web, possibilita acesso aos serviços de Análise de Mercado e Geração de Leads; Prevenção à Fraude; Concessão de Crédito; Open Finance; Gestão de Clientes; e Cobrança e Negativação. 

A empresa também já investiu em algumas startups por meio da Experian Ventures, o braço de Venture Capital que permite o estudo e conhecimento de mercados nos quais será mais estratégico atuar como catalisador de desenvolvimento. Entre as empresas adquiridas estão BRScan, a agtech Brain AG e a fintech PagueVeloz, além dos investimentos realizados na PayHop e Traive. 

Foto: Divulgação.

PODCAST

Inovação no mercado jurídico: saiba o que mudou com a tecnologia