Home » Blog » Pagamentos por WhatsApp e Inteligência Artificial são as apostas das fintechs de crédito, aponta pesquisa

Pagamentos por WhatsApp e Inteligência Artificial são as apostas das fintechs de crédito, aponta pesquisa

Conclusão é da 2ª edição do estudo feito em parceria entre a Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD) e a PwC Brasil

Pagamentos por WhatsApp e Inteligência Artificial são as apostas das fintechs de crédito, aponta pesquisa Pagamentos por WhatsApp e Inteligência Artificial são as apostas das fintechs de crédito, aponta pesquisa

Nascidas em um ambiente totalmente digital e conhecidas pelo uso intensivo de tecnologias capazes de oferecer produtos e serviços inovadores, as fintechs de crédito planejam dominar e incorporar o pagamento por WhatsApp e a Inteligência Artificial em seus processos em breve. A conclusão faz parte da 2ª edição da Pesquisa Fintechs de Crédito Digital, feita em parceria entre a Associação Brasileira de Crédito Digital (ABCD) e a PwC Brasil.

Os dados apontam que 46% das empresas do setor entendem que precisam disponibilizar todos seus serviços por meio de aplicativos de mensagens instantâneas, indo além do atendimento ao cliente, transformando sua interface com o cliente em uma combinação de mensagens com pagamentos instantâneos.  

Já a Inteligência Artificial, igualmente com 46% das menções no estudo, aparece como uma consequência do avanço do Open Finance, que vai exigir um investimento maior também em data analytics para avaliação de risco. 

A pesquisa revela ainda que na sequência de apostas tecnológicas das fintechs de crédito aparecem o blockchain/registro distribuído, citado por 37% das participantes, seguido por biometria e gestão de identidades, com 34%, e machine learning, 31%. 

Na visão de Sandro Reiss, presidente da ABCD, a incorporação de novas tecnologias é um caminho natural para as empresas do segmento e está em constante atualização. “Foi com o uso massivo de inovações tecnológicas que as fintechs de crédito criaram oportunidades para atuar em franjas que não eram atendidas anteriormente pelas instituições tradicionais”, analisa. 

“Com a chegada do Open Finance esse movimento vai se intensificar ainda mais, porque o sistema financeiro aberto vai possibilitar a criação de experiências cada vez mais revolucionárias no setor”, completa o executivo. 

Foto: Divulgação. 

 

PODCAST

O impacto da tecnologia e da inovação na Comunicação Social