Home » Blog » Parlamento britânico recomenda regulação da inteligência artificial

Parlamento britânico recomenda regulação da inteligência artificial

O relatório “Inteligência artificial no Reino Unido” foi divulgado no início desta semana

Parlamento britânico recomenda regulação da inteligência artificial Parlamento britânico recomenda regulação da inteligência artificial

Para o diretor do comitê sobre o tema na Câmara dos Lordes, Timothy Clement-Jones, é necessário regular o setor de inteligência artificial. O diretor acredita que a medida auxiliaria a evitar novos episódios como o que envolveu a consultoria política Cambridge Analytica e o Facebook.

O parlamentar afirmou, em entrevista ao jornal “The Guardian”, que o uso político de informações de 87 milhões de usuários da rede social reforça a necessidade de controle ético da tecnologia, como destacado no relatório “Inteligência artificial no Reino Unido”.

De acordo com as cinco principais recomendações de princípios éticos do relatório: a inteligência artificial deve ser desenvolvida para o bem comum e o benefício da humanidade; devem operar nos princípios da inteligibilidade e justiça; e não devem ser usadas para diminuir a proteção de dados ou a privacidade dos indivíduos, famílias e comunidades. Além disso, todos os cidadãos devem ter o direito a serem educados para que possam florescer mentalmente, emocionalmente e economicamente, junto com a inteligência artificial, e forças autônomas capazes de ferir, destruir ou enganar os seres humanos não devem receber investimentos da inteligência artificial.

O objetivo, segundo Clement-Jones, não é usar esses princípios para elaborar uma lei, mas utilizá-los como base para a regulamentação da inteligência artificial em diversos setores. “Basicamente, estes órgãos reguladores devem fazer uma conexão com a ética, e é desta forma que pensamos que deveria ser”, explicou Clement-Jones. “É claro que, se […] as pessoas não observarem esses princípios éticos e o regulador concluir que seus poderes são inadequados, então teremos que repensar o caminho.”

Dúvidas Jurídicas sobre a sua Startup? Conheça nosso PLANO STARTUP com assessoria jurídica especializada em Startups e Empresas de Tecnologia, contando com advogados especialistas em Startups. Não deixe de acompanhar nossos vídeos no CANAL SL, nossa página no FACEBOOK e assinar nossa NEWSLETTER.

Fonte: Valor Econômico. Foto: Divulgação.